Colete

Colete ortopédico é um termo usado para descrever uma órtese de tronco. Órtese é um equipamento ou suporte fabricado ou feito sob encomenda concebido para alinhar, corrigir ou prevenir a deformidade, disfunção neuromuscular ou músculo-esquelética.

Terminologia da publicação do consenso do 8º SOSORT 

Colete pode causar algum desconforto físico e emocional mas quando o seu uso é indicado é indispensável que tudo seja feito para assegurar esse uso, sob o risco de comprometer o resultado do tratamento, que pode significar o aumento ou piora da curva escoliótica.

Para isso indicamos algumas dicas para facilitar o uso do colete.

Você sabe que existem exercícios específicos na fisioterapia que atuam na sua adaptação e portanto maior aceitação do colete?

1º- ao se decidir que será preciso seu uso, fisioterapeutas especializados em tratamento de escoliose têm como ferramenta, exercícios que preparam o corpo para utilizar o colete. Mobilização, conscientização e adaptação são os principais objetivos nessa fase;

2º- durante seu uso há exercícios que, por serem específicos, se dirigirão aos músculos e aos padrões de movimento e postura na direção da correção, sempre levando em conta a tridimensionalidade.

Esses exercícios também tornarão mais viável o uso do colete, capacitando a fuga dos pontos de pressão, com isso proporcionando mais conforto, além de trabalhar  a função respiratória;

3º- na época da retirada do colete, os exercícios atuarão no sentido de prevenir a perda da correção que normalmente ocorre nessa fase, pois os músculos posturais estão fortalecidos, devidamente trabalhados.

Podemos concluir que apesar do fato de ainda ser desconhecida , a atuação da fisioterapia especializada é indispensável no tratamento conservador (não cirúrgico) da escoliose, especialmente na presença do colete ortopédico.

Atualmente o maior impedimento para a sua utilização é o desconhecimento por parte dos médicos, que, por isso, não indicam a fisioterapia que é, sem dúvida alguma, uma poderosa aliada no processo  desse tratamento.
Os fisioterapeutas especializados tem que ser conhecidos e reconhecidos conhecidos pelos médicos para que possa ser formada uma equipe coesa que trabalhe para assegurar  o objetivo comum: a eficácia e o sucesso do tratamento da escoliose. Para isso é necessário compromisso, estar devidamente preparados e apresentar fundamentação científica, que baseie as atuações e se reflitam  nos resultados.

Por enquanto essa é uma vontade férrea, mas estamos fazendo e faremos de tudo a nosso alcance para que, muito em breve, esse tão sonhado trabalho multidisciplinar, se torne realidade.