Escoliose – Uso de colete 2 anos pós menarca?

Escoliose – Uso de colete 2 anos pós menarca? Mito ou realidade

 
Vamos parar para refletir e perguntar:
 
Por que seguir a regra de não recomendar o uso do colete no tratamento da escoliose para meninas que tenham tido a sua primeira menstruação (menarca) há dois anos?
 
Em relação a escoliose muitas regras estão obsoletas, ultrapassadas e merecem uma análise, desenvolvimento de estudos para que o tratamento atinja a máxima eficiência possível.
 
Um estudo de Negrini et al, apresentado em 2013 durante o Congresso da SOSORT em Chicado, USA, fornece importantes dados e mais do que abrir uma reflexão, desfaz um mito.
 
Os critérios SRS para pesquisas de prescrição de colete propõem o limite de dois anos pós-menarca (2YPM). Isso também é freqüentemente utilizado como regra para prescrição de colete no mundo clínico no dia a dia.
 
Este estudo teve como objetivo verificar se a regra 2YPM para prescrição de colete é apropriada para a prática clínica, através das respostas obtidas a 4 perguntas a seguir:
 
– O crescimento ósseo (de acordo com Risser) está quase concluído?
 
– O crescimento da estatura chegou ao fim?
 
– A escoliose terminou definitivamente a progredir?
 
– Os resultados do colete são significativamente reduzidos?
 
 
Para responder a estas questões foram desenvolvidos  consecutivamente quatro estudos de base de dados clínicos prospectivos, incluindo 5.142 mulheres pacientes com escoliose idiopática menores de 20 anos.
 
Resultados
Aos 2 anos pós menarca (2YPM):
 
– O estágio de Risser é inferior a 3 em 15,7% e ainda é 0 em 2,4%.
 
– O crescimento não está terminado e ainda decresce (2,5 cm / ano): 5% dos pacientes apresentam 4 cm de crescimento residual, 12% 3 cm e 25% 2 cm. O fim do crescimento é alcançado em torno de 48 meses pós-menarca.
 
– A escoliose ainda não terminou de progredir, particularmente no terceiro ano, mas também nos próximos seis meses.
 
– Não houve alteração nos resultados positivos obtidos com o colete antes e depois dos 2YPM, tanto para resultados clínicos radiográficos quanto para porcentagem de pacientes com melhora / piora.
 
Escoliose – Uso de colete 2 anos pós menarca? 
 
Esses resultados sugerem a necessidade de verificar cuidadosamente a utilidade da regra de 2 anos pós menarca (2YPM) para estudos clínicos. 
Enquanto forem tomadas decisões terapêuticas clínicas frente a pacientes individuais, 2YPM não é um parâmetro confiável.
 
Este estudo foi desenvolvido no ISICO, onde foi desenvolvida a abordagem SEAS , Exercícios Científicos na Abordagem da Escoliose.
 
Nós do Instituto Brasileiro de Escoliose estaremos trazendo a segunda turma para o curso de formação SEAS I ainda este ano em Novembro. Não perca esta oportunidade de estudar com os desenvolvedores da abordagem.
 
link da apresentação: https://goo.gl/FqkUjb
 
​fonte: Negrini S, Donzelli S, Lusini M, Minnella S, Zaina F. Two year post-menarche rule for bracing: myth or reality? Scoliosis. 2013;8(Suppl 2):O14. doi:10.1186/1748-7161-8-S2-O14.​
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*