escoliose-newenglishmedicinejournal

Colete Ortopédico para Escoliose Idiopática do Adolescente.

Com o advento da notícia publicada no New England Journal of Medicine [onde é mencionado o resultado de uma pesquisa realizada pela American Orthopaedic of University of Iowa que CONFIRMA e PROVA a eficiência do uso do colete ortopédico por adolescentes escolióticos novos caminhos se abrem para o tratamento conservador da escoliose pelo mundo.

A surpresa maior foi dos investigadores Stuart Weinstein, M.D. médico, and Lori Dolan, Ph.D., da University of Iowa na cidade de Iowa, USA ; que até então eram contundentes opositores ao uso do colete no tratamento da escoliose , pois se depararam com evidências do contrário.

Desta forma estaria indo por agua abaixo a afirmação de muitos anos onde os especialistas norte-americanos e do norte da Europa diziam que para a escoliose havia que “esperar e ver“, do inglês:”wait and see”.

O resultado desta pesquisa causou muita agitação no 48º Congresso da Scoliosis Research Society (SRS), Sociedade de Pesquisa da Escoliose, que terminou em Lyon, França no dia 21 deste mês, ou seja 5 dias atrás.

Os pesquisadores norte-americanos estavam tão convencidos da prova em contrário, que ficaram surpresos com os resultados positivos em favor do colete,  confessou a Dra. Lori Dolan, diretor científico do estudo ao Prof. Stefano Negrini, diretor do ISICO de Milão, instituição a que somos ligados.

“Foi um momento histórico para a prática do tratamento conservador da escoliose” disse o Prof.Negrini.

Esse estudo sobre o uso do colete por adolescentes envolveu 383 pacientes de 25 centros de escoliose localizados nos Estados Unidos e Canada e começou em março de 2007 e perdurou até fevereiro de 2011. Somente foi  utilizado o colete  TLSO rígido.

“De agora em diante não poderá mais se dizer que na literatura não há resultados cientificamente sérios a favor do colete, porque este estudo confirmou a máxima evidência científica possível, sendo a mesma em que baseamos os trabalhos por anos no ISICO”, afirmou o Prof. Negrini que é o diretor científico do ISICO.

O Prof. Negrini esclarece que o estudo americano envolveu pacientes com alto risco de agravamento da escoliose na adolescência, com curvas entre 20 e 40 graus Cobb e foi realizado utilizando um termosensor (monitor de temperatura)– para registrar o numero de horas de uso do colete- produto que é usado regularmente há muitos anos com todos os pacientes do ISICO, não tão somente para pesquisa mas na prática clínica.

Os dados obtidos na pesquisa demonstraram que a cirurgia foi evitada em 72-75% dos casos nos paciente que usaram colete comparados com 42-48% naqueles apenas “observados”. Por outro lado se viu que se o colete foi usado pelo menos 18 horas por dia, o resultado foi positivo em 90%; se foi usado de 6 a 12 horas que representou a média do estudo (70%), e por fim usar 6 horas por dia é mesma coisa que não usar.

"Em determinado momento, o estudo foi interrompido - disse o prof. Negrini - porque a comissão de ética que o controlava disse que ele não era mais eticamente aceitável por não tratar todos os pacientes que participava do estudo com o colete. Assim foi colocada uma lápide sobre o tão conhecido “esperar e ver" para este grupo de pacientes que tratamos na Itália, com o colete".

Prof. Negrini continua: “Segundo os dados de um de nossos estudos menos de 3% irão para cirurgia porque o nosso paciente utiliza o colete em 95% dos casos pelo menos por 22 horas, se necessário por 23 horas. Isto acontece graças ao trabalho em equipe com os pacientes e suas famílias que nós realizamos a anos”*

 

"Este estudo apresenta evidências importantes que abordam a questão fundamental que se coloca para famílias e médicos que lidam com o diagnóstico de Escoliose Idiopática do Adolescente – usar ou não usa colete", disse Weinstein. "Agora podemos dizer com confiança que órtese (colete ortopédico) previne a necessidade de cirurgia."**

 "Este estudo é determinante  na clínica para tomada de decisão visando a gestão não cirúrgica da escoliose idiopática do adolescente." ***

Estas informações ratificam o grande esforço que o Projeto Escoliose vem fazendo em tentar demonstrar que o tratamento conservador é uma realidade pelo mundo e um direito dos escolióticos também no Brasil. Importante destacar que Tratamento Conservador é composto pelo binômio Fisioterapia Especializada e Colete Ortopédico.

Esperamos que estas informações cheguem rapidamente aos ouvidos dos que relutam em reconhecer os profissionais sérios e capacitados que desenvolvem um trabalho cientificamente comprovado em prol da saúde dos escolióticos.

Fontes: * ISICO

** NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH

*** eurekalert.org

Colete, uma evidência no tratamento conservador da Escoliose
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.