3ª Turma da Formação SEAS para tratamento da escoliose.

3ª turma da Formação SEAS para tratamento da escoliose

Uma palavra e um sentimento: GRATIDÃO

Gratidão por mais uma oportunidade.

Gratidão ao Dr Michele Romano que pela terceira vez veio ao Brasil para ministrar este curso de formação oficial com certificação original do ISICO da Itália.

Gratidão ao grupo de fisioterapeutas que, enfrentando o desafio da distância durante a recente greve que vivemos no país, vieram de: São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraíba, Ceará e do nosso Rio de Janeiro.
A participação ativa e os questionamentos desta turma tornaram a convivência especial e de muito aprendizado.

Nos dias 28, 29 e 30 de Maio tivemos mais um curso de formação oficial SEAS para tratamento da escoliose.
A formação SEAS I para escoliose foi desenvolvida especificamente para o tratamento da escoliose, no ISICO, Itália, com bases que remontam a mais de 40 anos. A abordagem SEAS compõe uma das 7 Escolas que apresentam fundamento científico comprovando sua eficiência. Além disso a abordagem SEAS é uma das que apresentaram maior numero de evidência de sua eficácia.
Os profissionais devem estar atentos a procurarem por Formações Oficiais que tenham respaldo real da SOSORT que em uma de suas recomendações no Guidelines SOSORT   publicado em 2018 diz:"Recomenda-se que os programas de exercícios fisioterapêuticos específicos para escoliose sejam concebidos por terapeutas treinados ESPECIFICAMENTE NA ABORDAGEM que eles utilizam."  Não  existem formações ou  cursos ALTERNATIVOS.
Este trecho foi traduzido da tabela 11 recomendação 4 das Diretrizes da SOSORT, o mais importante documento para tratamento da escoliose idiopática.
Somente as Formações Oficiais com certificação original cumprem esta recomendação. As principais Escolas de tratamento da escoliose com evidência têm em seus sites originais todas estas informações.
Desta forma cumprimos mais uma parte de nosso compromisso que é oferecer o que há de melhor: prover informação de qualidade para aprimorar a eficiência e assim assegurar os melhores resultados no tratamento da escoliose.

Deixe uma resposta

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.