Qual tratamento para escoliose


tratamento da escoliose - projeto escoliose brasilQual tratamento para escoliose? esta é a pergunta

Tratamento da escoliose deve consistir das seguintes fases:

Observação da escoliose, o tratamento não-cirúrgico e tratamento cirúrgico, quando imprescindível.

– A observação: É para as curvas que têm um pequeno grau de medição (menores do que 10 graus na radiografia ou do que 7 graus (no escoliômetro) no teste de Adams.

– Tratamento não cirúrgico é subdividido em:

A – Exercícios fisioterapêuticos especializados para a escoliose – devem ser implementados obrigatoriamente nas curvas superiores a 10 graus na radiografia ou superiores a 7 graus de rotação no teste de Adams, até os 25 graus.(marco inicial para o uso do colete).

VEJA TAMBÉM:  ABORDAGEM SEAS

Na atualidade, em nosso país, por desconhecimento, nesta fase (entre 25 e 50 graus Cobb) não é tomada nenhuma medida nesse sentido, promovendo assim ambiente propício para a progressão da curva. Há pesquisas científicas comprovando que a aplicação destes exercícios permite a contenção e/ou redução de curvas. Nota: os exercícios fisioterapêuticos especializados terão que acompanhar todas as fases de tratamento da escoliose daqui por diante, promovendo o alívio dos sintomas assim como dores e tensões musculares.

B – Colete ortopédico: Para as curvas entre 25 e 45 graus, enquanto houver expectativa de crescimento. Aqui os exercícios fisioterapêuticos especializados são fundamentais na preparação para o uso do colete, durante o seu uso, e também na fase de retirada do colete, evitando seus efeitos negativos.(feridas na pele, perda de força muscular, e prejuízos psicológicos).

VEJA TAMBÉM: COLETE

   – O tratamento cirúrgico: Este é geralmente reservado para as curvas superiores a 50 graus (SRS, Scoliosis Research Society) para pacientes adolescentes e adultos. Os objetivos do tratamento cirúrgico são obter uma correção parcial da curva e evitar a progressão da mesma. Se forem utilizadas as técnicas de fisioterapia especializada no pré e no pós-cirúrgico, sem dúvida essa intervenção será menos dramática.